6
ago
2014
Em cartaz: Planeta dos macacos (o confronto)

filme planeta dos macacos

Essa é uma das categorias que eu mais gosto de atualizar aqui no blog, e quem já é leitor sabe que eu adoro filmes/cinema!

Há umas duas semanas fui ao cinema com o namorado, e nossa única opção era esse filme: Planeta dos macacos: o confronto, pois o outro que queríamos assistir já estava com os lugares esgotados…

Confesso que nunca fui fã desse gênero, e não gosto muito de filmes de ficção. Mas pra ter uma opinião à respeito é preciso assistir não é?! rs

Detalhes interessantes:

Dez anos após conquistarem a liberdade, César (Andy Serkis) e os outros macacos finalmente conseguem viver em paz na floresta próxima a San Francisco.

Lá eles desenvolveram uma comunidade própria, onde se ajudam, enquanto os humanos enfrentam uma das maiores epidemias de todos os tempos, causada por um vírus criado em laboratório.

Em busca de energia elétrica, um grupo de sobreviventes planeja invadir a floresta e reativar a usina lá instalada. Malcolm (personagem vivido por Jason Clarke) tenta agir pacificamente e estabelecer uma ‘parceria’ com os macacos  – tentando impedir que qualquer confronto aconteça.

Lançamento: 24 de julho de 2014 (2h11min)

Direção: Matt Reeves

Elenco: Andy Serkis, Jason Clarke, Gary Oldman…

Gênero: Ficção científica , Ação

Nacionalidade: EUA

Distribuição: Fox Filmes

Minha opinião:

Sinceramente me surpreendi com esse filme, e a surpresa foi positiva…rs
Gostei do roteiro, da forma como a história foi contada, e principalmente da interação entre os humanos e os macacos! Mas por outro lado, achei que foi previsível demais…

No final da história, o confronto entre eles acontece, mas no meio de tudo isso também nasce uma linda história de amizade e companheirismo – mostrando que espécies distintas podem sim se entender.
O filme mostra as diferenças entre eles, as dúvidas, questões e confrontos. Também mostra a importância do respeito, e como através dele a paz entre humanos e animais pode ser alcançada.

Os efeitos visuais, cenários e todos os movimentos foram muito bem produzidos e captados. É de tirar o chapéu…rs

Se você gosta do gênero ou está curioso pra saber mais detalhes, vale a pena assistir.
O filme ainda está em cartaz em quase todos os cinemas…Corre que dá tempo!

Beijos e boa semana =)

 






0


12
maio
2014
Em cartaz: Noé

Nesse último sábado (10/05/2014), fui ao cinema com o namorado e eu escolhi escolhemos o filme Noé pra assistir.

Confesso que eu já tinha ouvido muitas críticas sobre o filme, mas muitos elogios também. E nada melhor do que poder assistir pra ter a minha própria opinião, certo?! rs

Então leia esse post até o final se quiser saber o que eu achei =)

noé

Detalhes interessantes:

Noé vive com sua esposa e seus três filhos: Sem, Cam e Jafé em uma terra onde os homens não se respeitam, cometem atrocidades, perseguem e matam uns aos outros.

Certo dia, ele recebe uma mensagem do Criador e segue para encontrar Matusalém. E ao encontrá-lo, ele descobre que tem uma tarefa: de construir uma enorme arca, onde terá de abrigar vários animais durante um dilúvio – que acabará com toda a forma de vida existente na terra.

Desse modo, o Criador poderá ‘restaurar’ a humanidade…

Distribuição: Paramount Pictures

Diretor: Darren Aronofsky

Elenco: Russell Crowe, Jennifer Connelly, Emma Watson

Duração: 2 hrs e 18 minutos

Ano: 2014

País: EUA

Gênero: Fantasia, aventura

 

Minha opinião:

A história de Noé é uma das mais lindas a fantásticas, e o que eu esperava era um filme à altura. O que aconteceu é que me decepcionei muito com o roteiro e tipo de história que foi narrada nesse filme…

Pra começar, Russel Crowe está muito ruim nesse papel. E será que alguém pode me explicar o que é aquela arca, que parece um caixote enorme boiando?!

Outro ponto pra ser observado é que Noé fica parecendo um ‘ser perturbado’, pois só faltava tocar aquelas músicas de filme de terror na hora que ele tenta matar as netas – um absurdo!

Também notamos um invasor dentro da arca…como assim?!

E nem vou entrar em tantos detalhes, porque se compararmos o filme com os relatos descritos na bíblia sagrada, notaremos que os erros são grotescos e existem várias divergências.

Claro que entendo que, por outro lado, o autor, diretor e roteirista ousaram bastante. Talvez preferiram investir em algo que ‘chocasse’, e mostrasse a história de outra maneira. Afinal de contas nem sempre é tão legal criar um filme cuja história e final todo mundo já conhece né?!

Mas eu, particularmente não achei nada legal. Além disso, a exibição do filme já foi proibida em alguns países e as críticas surgem aos montes…

Se você gosta do gênero ou quer assistir pra ter uma opinião própria, eu recomendo. Caso contrário, opte por outro filme!

E vocês, já assistiram?! O que acharam?

Bjos e boa semana =)

 






0


4
jul
2013
Vale a pena assistir: Letters to God

cartas-para-deus

Pra quem gosta de se emocionar ao assistir lindas histórias, ta aí uma ótima indicação: Letters to God (Cartas para Deus)

Vou te contar um pouquinho mais sobre o filme tá?! rs

Detalhes interessantes:

Gênero: Drama

Direção: David Nixon, Patrick Doughtie

Roteiro: Art D’Alessandro, Cullen Douglas, Sandra Thrift

Elenco: Bailee Madison, Dennis Neal, Jeffrey Johnson, Maree Cheatham, Michael Bolten, Robyn Lively, Tanner Maguire

Lançamento: 16 de dezembro de 2011 (1h 50min)

O filme conta a história de Tyler Doherty, um garoto de apenas 8 anos que é vítima de câncer. Dia após dia, ele trava uma batalha contra a doença, que aos poucos vai tomando conta do seu corpo.

Sua família e amigos o apoiam, dando ao menino muito amor e carinho e o ajudando a enfrentar essa situação…

Mesmo com tanta dor e fragilidade, Tyler não se deixa abalar pelas circunstâncias, e começa a escrever cartas diárias endereçadas à Deus, depositando nelas toda sua fé e esperança. Essa é sua forma de oração…

O carteiro Brady – que está passando por problemas pessoais, fica sem saber o que fazer com as cartas, mas através delas ele cria um laço de amizade, carinho e afeto com Tyler e sua família.

Ao longo do filme o garoto passa por muitas dificuldades, mas nunca perde a fé!

É realmente uma linda história, maaaas não posso contar o final né gente?! Só posso dizer que vale a pena conferir =)

E o que eu aprendi?

Que muitas vezes nós reclamamos tanto por coisas tão pequenas e não damos valor ao que realmente importa.
Que deixamos qualquer coisinha abalar nossa fé, e só acreditamos naquilo que vemos.
Que pedimos tanto, mas esquecemos de agradecer tudo aquilo que conquistamos…

Sabe, você não precisa de palavras bonitas, nem de um lugar especial, nem de um momento certo ou uma roupa adequada para falar com Deus. Você só precisa estar disposto à isso – de coração, nem que seja através de uma carta, de uma canção, de um desabafo ou uma conversa…Acredite, Ele te ouve!

Eu não estou aqui para falar sobre religião, ou igrejas, ou culturas – mas tenho certeza que nesse momento existe alguém enfrentando dificuldades, passando por tempestades, e precisando desabafar.

Olha, eu não sei o tamanho do seu problema, e nem imagino a dor que você esteja sentindo ou o momento que você esteja enfrentando. Mas eu sei que existe alguém que te ama incondicionalmente, e que está disposto à enxugar suas lagrimas e aliviar qualquer dor.

Não sabe como pedir, ou como orar, ou o que fazer?

Que tal escrever uma carta para Deus?!

Bom restinho de semana…

Bjoos






2


11
abr
2013
Vale a pena assistir: Três histórias, um destino

filme evangélico

Detalhes interessantes:

Esse filme conta a história de três pessoas: Jeremias (Kevin L. Johnson) – um garoto que foi criado nas favelas, e acaba se envolvendo com o mundo das drogas; Elizabeth (Zoe Myers)  – uma jovem que sempre foi criada pela mãe autoritária, e agora tenta lidar com o amor, relacionamento e liberdade; e Frank (Daniel Zacapa) – que atua como pastor em uma pequena igreja, enquanto fica pensando em algumas maneiras para conseguir expandir suas atividades religiosas.

Diretor: Robert C. Treveiler

Elenco: Daniel Zacapa, Traci Dinwiddie, Zoe Myers, Johanna Jowett, Daniel Samonas, Elizabeth Brewster, Kevin L. Johnson, Tonya Bludsworth, Dave Blamy, Sharon Graci, Rusty Martin, Steven St. Gelais, Rusty Martin Sr., Tara Nicole Azarian, Matthew Warzel

Duração: 100 min.

Ano: 2012

País: EUA, Brasil

Gênero: Drama

Distribuidora: Graça Filmes

Estúdio: Graça Filmes / Uptone Pictures

filme evangélico

Minha opinião

Confesso que quando ouvi os primeiros comentários sobre esse filme, achei até que fosse legalzinho, mas não tinha nenhuma grande expectativa relacionada à ele. Sabe aquele filme que você vê, e depois de 10 minutos nem faz mais questão de lembrar?! Pois é; esse não é o tipo (ainda bem)…rs

No decorrer do filme, Frank – que sempre foi um dedicado líder religioso acaba se tornando obcecado pelo poder e pela ambição constante. Começa a buscar respostas sobre o que teria mais importância…o lado espiritual ou a vida material?

Jeremias, que nasceu em uma família desestruturada e problemática, aprende  a se virar sozinho pelas ruas. E acaba se dando conta de que só um milagre seria capaz de salvá-lo de um futuro trágico.

Elizabeth, que havia sido educada por uma mãe superprotetora – ao encontar o grande amor da sua vida, tenta experimentar pela primeira vez a liberdade. Mas será que ela estaria preparada pra essa mudança radical? No decorrer da história percebemos que a imaturidade da garota em lidar com as situações e problemas diários acaba atrapalhando o relacionamento com seu amado, e tornando-os cada dia mais distantes

Felizmente, as histórias não terminam por aí…só que não posso contar o final né gente?! rs

Três pessoas distintas, três histórias diferentes – que acabam se entrelaçando ao longo do filme. O que eles fazem? Buscam por respostas…

E conosco não é diferente, pois também vivemos em busca de respostas, não é mesmo?!

Eu acredito que cada pessoa escreve sua própria história; e as escolhas que fazemos ao longo da vida atuam em conjunto para um resultado final…o que as pessoas costumam chamar de destino. Complexo? Na verdade não…rs

Acontece que muitas vezes, durante a nossa trajetória – as circunstâncias, tempestades e vendavais parecem nos engolir diante de vários desafios, e acabamos nos perdendo no caminho…ou então nos distanciamos de algo que amamos!

Mas nem tudo está perdido! Talvez não seja tarde para voltar atrás, pedir desculpas pelo que foi dito, se arrepender por ter feito algo, consertar o estragos, mudar as atitudes…enfim, vale a pena refletir sobre isso!

Filme recomendadíssimo; não deixe de assistir

Você não vai se arrepender…é emocionante!

p.s: Eu gostaria de deixar registrado aqui meus sinceros agradecimentos ao namorado mais paciente do mundo, que é o patrocinador oficial desse tema aqui no blog…hahaha (pena que quem sempre escolhe os filmes sou eu #fato)





2